sexta-feira, 20 de julho de 2018

AS VANTAGENS E DESVANTAGENS DE COMPRAR MÓVEIS USADOS

Comprar móveis usados tanto pode ser uma boa ideia como acabar por ser um risco. Hoje indicamos-lhe alguns prós e contras que a mobília clássica pode ter em relação à moderna.


Os móveis novos são cada vez mais sofisticados e com características distintas e, devido à concorrência, os preços são cada vez mais tidos em conta. Atualmente tem um leque variado de oportunidades neste mercado à distância de um click.

Se, ainda assim, quiser arriscar e obter um móvel clássico, deixamos-lhe aqui as vantagens e desvantagens com que se poderá cruzar.

Vantagens

O preço


A vantagem mais óbvia. Devido à idade dos móveis usados, naturalmente são colocados no mercado por um preço bastante mais acessível em relação aos novos.



O vintage está na moda


O vintage chama sempre a atenção e isso não é exceção no caso dos móveis. O estilo retro dos móveis usados vai certamente conquistar a atenção dos seus convidados.


Maior durabilidade


Ao comprar móveis usados poderá ter a sorte de comprar um produto que lhe dure mais, visto que muitos móveis antigos são feitos com madeira maçiça, que tem a fama de durar mais. Além disso pode sempre alterar o look do móvel com uma pintura e bricolage.

Desvantagens

O estado do móvel


Antes de tomar a sua decisão verifique sempre o estado da mobília em que estiver interessado. Peça ao vendedor para testar e examinar o produto de modo a que não acabe por levar algo defeituoso.


Não vai ter garantia


Esta é outra razão pela qual deve pedir para examinar o móvel: a garantia de um móvel usado muito provavelmente já passou o seu prazo, logo poderá estar a correr um risco ao levar uma peça "às cegas".


Dificilmente poderá trocar


Por fim, temos mais uma razão para ter em conta o estado do móvel. Tenha em conta o facto de que são raras lojas que aceitam devoluções e/ou trocas.


Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

terça-feira, 17 de julho de 2018

COMO CRIAR A SUA PRÓPRIA SALA DE CINEMA EM CASA

Quem não adora ir ao cinema de vez em quando? Atualmente com a diversidade de dispositivos tecnológicos torna-se possível aos amantes da sétima arte (e não só) simplesmente sentarem-se no sofá e desfrutar de um bom serão em família.


Para criar um espaço próprio para assistir filmes ou até séries televisivas não será necessário gastar muito dinheiro. É verdade que terá que ter em conta a tecnologia que for a utilizar, mas também os detalhes decorativos contam.

Deixamos-lhe alguns tópicos a ter em conta na hora de recriar a experiência de ir ao cinema em sua casa de forma eficiente.

Escolha assentos confortáveis


Quer opte por sofás, cadeirões ou poltronas, acima de tudo valorize o conforto. Não, não precisa de comprar cadeiras exatamente iguais às que estão no cinema. Também pode usar mesas (centrais ou pequenas) como suporte para colocar as pipocas.


A escolha das cortinas conta


Opte por cortinas escuras de modo a criar aquela ilusão de escuridão característica do cinema e ainda para evitar os reflexos que são emitidos pelas janelas da sala.


Televisor vs Projetor


Na hora de escolher um televisor, tenha em conta qual o tamanho de ecrã que será o ideal para a sua sala. Não tem que optar pelo televisor com o ecrã maior, mas sim por aquele que lhe permitir uma distância proporcional àquela a que vai ficar sentado a ver. 

Para mais informações sobre as medidas em causa clique aqui.


Mas no caso de ter as medidas ideais para uma televisão de grandes dimensões, deixamos-lhe uma dica: é capaz de lhe compensar muito mais se obtiver um projetor. O investimento será bem menor e poderá obter projetores que tenham funções Wireless e porta USB. 


Uma barra de som é suficiente


Para dar muito maior projeção ao som, uma barra de som basta. No entanto, caso opte por um sistema de home cinema, evite colocar as colunas demasiado aos cantos da sala porque aí pode obter os piores resultados.


Explore as possibilidades dos serviços de streaming


Claro, se tiver um leitor de DVDs ou Blu Ray aproveite para rever alguns filmes que tenha guardados em casa. No entanto, caso queira ter mais opções, explore aquilo que os serviços de streaming (como por exemplo, a Netflix) têm à disposição.


Faça pipocas... ou improvise nos petiscos


Por fim, antes de uma sessão de cinema, nada como um petisco a acompanhar o filme. Tanto pode optar por fazer pipocas em casa, como pode dar outras alternativas, tais como batatas fritas, gomas, frutos secos, entre outros.


Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

sexta-feira, 13 de julho de 2018

AS CORES IDEAIS PARA USAR EM CADA DIVISÃO DA CASA

Já falamos anteriormente acerca da influência das cores em sua casa. Mas sabe qual a cor mais indicada para cada divisão? Nós damos-lhe uma ajudinha!


A cor é um importante elemento decorativo. Mas cada espaço da casa tem uma função distinta, logo cada sala deve ser personalizada com uma cor diferente.

Por isso vamos-lhe dar algumas dicas sobre quais as core mais indicadas para cada parte do seu lar!

As cores indicadas para cada divisão da casa

Sala de estar

Tratando-se este de um espaço de convívio, é importante, acima de tudo que este espaço reflita a personalidade do proprietário. Evite investir em demasia nos tons escuros, a não ser que a sua sala tenha uma iluminação favorável.


Mas o conselho dado por vários especialistas é o de começar por colorir a sala com cores neutras e básicas (ex: tons pastel, branco ou cinza) como base. Depois complete a decoração com cores mais vibrantes nos objetos, conforme o seu gosto pessoal.

Cozinha

A cozinha também se trata de um ambiente marcado por confraternizações, pelo que tanto pode usar as cores para estimular o convívio e as boas energias ou ajudar a acentuar o apetite dos seus convidados.


Pode estimular determinadas energias (nomeadamente a fome) aplicando tons fortes de laranja, vermelho ou amarelo, mas cuidado com os exageros. Use como base nesta combinação o branco.

Quarto de casal

Mais uma vez o fator da iluminação entra em causa aqui: pode adotar tons mais escuros se o quarto for bem iluminado, caso contrário aplique os mais leves. Aplique tons de azul ou cor de pêssego nas suas paredes caso queira que o seu quarto seja relaxante e induza ao sono.


Se aplicar amarelos, vermelhos ou laranjas num quarto de casal use-os apenas em pequenos pormenores de modo a não provocar demasiados estímulos num espaço que deve ser associado a descanso.

Quarto de criança

Além do tradicional azul para os rapazes e rosa para as raparigas, as cores neutras também serão uma excelente base para aplicar no quarto de uma criança.


Dependendo da idade da criança e das características do quarto pode sempre combinar com objetos de cores mais intensas. Mas para os móveis não sobrecarregarem o quarto as madeiras claras e a cor branca são as escolhas indicadas.

Casa de Banho

Longe vão os tempos em que o branco era a cor dominante neste espaço. A principal ideia que a casa de banho deve passar é a de limpeza. Aí o branco e os tons creme são os ideais para esse efeito.


As paredes a azul, rosa e verde suaves conseguirão tornar o espaço mais acolhedor. Caso seja pessoa que goste de mudar a decoração, a melhor opção será a de pintar com tons mais neutros mas não muito carregados.

Escritório

Sendo um escritório um espaço que deva estimular à concentração, aqui deve usar cores mais "sóbrias". Ou seja, aproveite as cores mais frias, visto que as cores quentes são estimulantes.


Use os tons verdes para uma sensação de frescura e relaxamento, assim como para ajudar a manter a concentração. Ainda tem como opção o roxo e/ou lavanda para estímulo à inspiração e à imaginação.

Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

terça-feira, 10 de julho de 2018

COMO DECORAR A SUA LAREIRA DURANTE O VERÃO

A lareira é sempre associada a "calor", "inverno" e "convívio", dando um charme a qualquer sala de estar. Contudo, caso seja verão, ainda assim pode aproveitar novas possibilidades na decoração.


Quem disse que a lareira só merece ser o centro das atenções durante o inverno? Hoje trazemos-lhe algumas ideias para decorar a sua lareira durante o verão.

Um espaço para arrumação

Quanto mais espaço para a arrumação, melhor! Aproveite a sua lareira inativa para criar um espaço onde colocar as revistas, as mantas, as almofadas ou outros objetos característicos da sala de estar.



Pequena biblioteca

Já que referimos as revistas anteriormente, porque não aproveitar para colocar alguns dos seus livros favoritos na lareira. Assim na hora da leitura poderá fazê-lo na sua sala de estar.



Coloque uma coleção decorativa

Seja, por exemplo, uma pequena coleção de carros vintage ou um conjunto de peças em cristal, o espaço de sobra da sua lareira pode ser uma boa hipótese de decoração.



Velas são sempre uma boa ideia

Velas em cima da lareira? Normal. Velas na lareira? Definitivamente chamam a atenção! Experimente colocar um conjunto ou um castiçal e aprecie o efeito conseguido!



Plantas: um toque de natureza

Como já várias vezes referimos as plantas dão sempre um toque natural a qualquer sala. Seja no interior ou no topo da lareira, são um elemento que certamente chamará atenções.



O que é uma lareira sem lenha?

Ainda tem lenha de sobra do inverno? Pode aproveitá-la como elemento decorativo até o frio voltar. Pode colcoar os troncos dentro da lareira e pintá-los de diversas cores, por exemplo.



Esperamos que tenha gostado destas dicas!


Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

quinta-feira, 5 de julho de 2018

7 OBJETOS QUE DEIXAM SEMPRE A SUA CASA MAIS BONITA

Às vezes para decorar a casa bastam algumas pequenas coisas. Hoje indicamos-lhe sete objetos que irão dar um pequeno charme extra ao seu lar.


Gostava de dar um retoque na decoração sem fazer muitas mudanças? Temos boas notícias para si: nem sempre precisa de fazer uma renovação total à sua decoração para tornar um espaço mais bonito. Por isso vamos indicar-lhe sete objetos que vão ajudar a deixar a sua casa mais bonita.

Artesanato


Aproveite já que há bastantes feiras de artesanato um pouco por todo o país. Estas peças além de baratas, têm características e designs exclusivos. No que toca a artesanato tem muito por onde explorar.



Livros


Ler é uma atividade prazeroza e com benefícios para a mente. Por isso, porque não usar estes objetos na decoração? Além das plantas, estes são os objetos indicados para preencher as prateleiras de sua casa.



Velas


Velas: o ideal para trazer charme e romantismo a qualquer ambiente. Pode ainda combinar com diferentes estilos de suportes ou castiçais.



Objetos cerâmicos


Peças de cerâmica colocadas em locais como mesas de centro, aparadores e estantes, à semelhança dos objetos de artesanato são diversos e apresentam-se como uma forma simples de dar um charme extra a uma sala.



Almofadas coloridas


Se sente que a sala de estar ou o quarto precisam de mais cor, as almofadas serão suas aliadas. Pode escolher cores mais vivas ou combinar diversas cores para dar outro ar ao sofá ou à cama.



Quadros Decorativos


Seja com fotografias ou com desenhos, os quadros não deixam de ser uma decoração clássica que não sai de moda. Tenha é atenção ao escolher as molduras de modo a que combinem com a decoração e cores do seu lar.



Enxoval


Na cama um enxoval fica sempre bem. Os tecidos que usar na sua cama podem ser usados para combinar com o estilo e cores do seu quarto.




Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

terça-feira, 3 de julho de 2018

LAGOM: SAIBA MAIS SOBRE ESTE ESTILO DE DECORAÇÃO

Depois de termos falado um pouco sobre o Hygge, eis que chega mais um estilo de decoração que está a conquistar o interesse dos europeus. Chama-se Lagom e a sua palavra-chave principal é "equilíbrio".


"Lagom" é um conceito oriundo da Suécia que não só remete para “equilíbrio e moderação”, mas também para “menos é mais”. Resumidamente este trata-se de um estilo de vida focado na beleza dos detalhes, bem como na promoção de um consumo consciente.

Como pode esta filosofia ser aplicada na decoração? Em baixo damos-lhe umas indicações!

Equilíbrio: nem pouco nem muito na decoração


Na decoração, o Lagom caracteriza-se por ser um tanto minimalista, mas ao mesmo tempo carregado de personalidade. O objetivo passa por obter um ambiente calmo e "clean", mas ao mesmo tempo caloroso e convidativo.



Para aplicar a ideia na decoração precisa de olhar além da estética. Pense no uso real uso que for a dar aos objetos e aos ambientes de sua casa. Trate de complementar o que estiver em falta e eliminar o que sobra.


Aposte na beleza do natural


Neste caso não falamos apenas sobre apostar no uso de plantas, mas no uso de materiais de origem natural. No caso dos tecidos falamos de materiais feitos de algodão, lã, linho e fibras.


Esta é uma característica que o Lagom acaba por ter em comum com o Hygge. Tal passa pela busca pela beleza natural dos materiais, o artesanato e as formas simples.

Use cores leves


Em Lagom, as cores claras e neutras reinam no seu lar. Tons de branco, cinza ou cores de terra são os ideais a aplicar no caso de optar por aplicar este estilo à sua casa.



De modo a evitar tornar a sua decoração "aborrecida", poderá optar por combinar cores neutras com pequenos toques de cores quentes, bem como com cores "candy" (ou "cores doces"). Em baixo damos-lhe uma palete com essas cores como exemplo.



Simplifique a sua cozinha


O Lagom também pode ser muito prático quando aplicado à sua cozinha. Porque não substituir os armários por prateleiras?



Ao ter uma dispensa arrumada com alimentos guardados em potes herméticos, não só está a dar um aspeto mais limpo na decoração da cozinha, mas também terá menos desperdício de alimentos e de dinheiro. O Lagom ajuda-o a juntar o útil ao agradável nesse aspeto!



Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

sexta-feira, 29 de junho de 2018

6 OBJETOS EM SUA CASA QUE MAIS ACUMULAM SUJIDADE

Há vários objetos e móveis na sua casa que podem estar a acumular mais sujidade do que pensa. Hoje indicamos-lhe seis elementos com os quais deverá ter especial cuidado na hora da limpeza.



Alguns elementos desta lista pode já conhecer, outros pode nem se aperceber da sujidade que acumulam. Estes são seis objetos com os quais convém ter particular cuidado na hora da limpeza da sua casa.

Mobília de cor escura


A mobília acumula muito pó, pó esse que se nota mais em móveis de cor escura. Dependendo do tipo de móvel, um pano seco ou ligeiramente húmido basta para a limpeza.



Lençóis


Lembre-se de que quase metade da sua vida é passada na cama. Os lençóis acumulam micróbios, suor e gordura corporal, pelo que convém serem lavados uma vez por semana.



Sofá


Ao limpar o sofá não se fique apenas pela superfície do móvel. Com o tempo o interior pode acumular migalhas, pó e outras formas de sujidade. Não negligencie o seu sofá: tire as almofadas e limpe a fundo! 



Peluches


Os peluches acumulam pó, sujidade e ácaros e podem ser um pesadelo para quem sofra de alergias. Não acumule demasiados em sua casa, especialmente se os seus filhos já passaram a idade de brincar com eles. Nesse caso recomendamos que guarde um ou dois que mais estime. 



Tapetes e Carpetes


Cuidado: o pó e a sujidade acumulam-se bastante debaixo dos tapetes! Mesmo que não pareça, convém aspirar ou lavar os tapetes todas as semanas.



Telefone ou comando


Apostamos que o telefone e o comando devam ser dos elementos que mais se esquece de limpar não é? Tenha atenção, pois estes objetos (que usamos regularmente com as mãos) são dos que mais acumulam bactérias e germes!



Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

quarta-feira, 27 de junho de 2018

COLCHÃO DE MOLAS VS COLCHÃO DE ESPUMA

Uma boa noite de sono é essencial para o seu bem estar. A escolha do colchão torna-se assim num aspeto fulcral para um bom descanso. Saiba mais sobre duas das opções mais populares do mercado: molas e espuma.


O colchão é um dos grandes responsáveis pela qualidade do seu sono. Contudo, como nem todos temos as mesmas necessidades, há determinados fatores a considerar antes de escolher o seu colchão.

Colchão de Molas

Se o fator da durabilidade importa para si, o colchão de molas poderá ser o mais indicado. A durabilidade destes colchões está entre os cinco a dez anos. É de salientar que este produto possui mais firmeza e permite o alinhamento central da coluna vertebral.


Caso queira ter atenção aos problemas de postura ou de excesso de peso esta também é a escolha principal a ponderar. Se dorme numa cama de casal e tem uma diferença de peso considerável em relação ao seu parceiro, esta escolha irá assentar-lhe que nem uma luva devido à firmeza das molas. 


Existe uma desvantagem a ter em conta com este colchão: o aparecimento de afundamentos com o tempo. Por muito boa fama que o produto tenha no que toca às questões de postura, tenha atenção porque estas falhas causam problemas na coluna e perturbam a qualidade do sono. 

Colchão de Espuma


Como já referimos anteriormente um colchão de espuma é ideal para quem sofra de fadiga crónica e de problemas musculares ou de postura. Este colchão (cuja palavra-chave é "flexibilidade") adapta-se ao corpo do cliente, mas antes de optar por esta via, há algumas desvantagens a ter em mente.


Um dos principais contras deste colchão é a sua durabilidade em relação ao de molas: neste caso conte com uma média de dois a três anos de vida, alguns podendo chegar, no máximo, aos cinco. Há ainda um problema similar ao colchão de molas que é o surgimento de buracos com o tempo. 


No entanto, há uma forma de se precaver face a esses aspetos. Basta ter em conta a densidade do colchão, especialmente se tiver excesso de peso. Quanto maior a densidade da espuma, maior a durabilidade.

Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

terça-feira, 19 de junho de 2018

5 DICAS DE FENG SHUI QUE PODE APLICAR NO SEU ESCRITÓRIO

Não é apenas no quarto ou na sala que pode aplicar o Feng Shui. O equilíbrio também é importante na arrumação e decoração do seu escritório. Saiba como trazer mais energia positiva ao seu espaço de trabalho.



Durante o trabalho é importante ter o seu espaço o mais equilibrado possível. Parecendo que não, a forma como arruma e decora a sua secretária vai ter influência no seu desempenho profissional.

Ainda se lembra das dicas de Feng Shui que lhe demos face à posição da cama? Sabia que pode aplicar essa mesma filosofia ao seu escritório? Nós explicamos como!


1. Arrume cada detalhe e limpe com frequência


O primeiro passo para melhorar o seu desempenho passa por "arrumação" e "organização". A confusão é uma boa forma de dispersar a energia de que precisa. Deixe o espaço e a sua secretária em ordem todos os dias, mantendo apenas o essencial por perto.



Ah e não descarte também a limpeza frequente. Lave elementos como cortinas, almofadas e tapetes e sempre que possível deixe o espaço arejar.

2. Atenção à posição de cada objeto, bem como da secretária


Ainda dentro da questão da arrumação: deite sempre fora papéis e projetos em que não se vai mais focar. Agora passemos à forma como pode organizar a sua secretária.



O Feng Shui recomenda que o computador/tablet esteja no centro da sua secretária de modo atrair o seu foco e atenção. Coloque a sua lista de tarefas do seu lado esquerdo para atrair prosperidade e o telefone à direita para atrair chamadas de clientes.



Sobre a posição da secretária: evite colocá-la de frente ou de costas para a porta. Se ela ficar de frente, será atingido pelas energias dos outros; se ficar de costas, isso irá aumentar a sua insegurança. O essencial será colocar-se na diagonal ou ao lado da porta.

3. Escolha bem as cores conforme os seus objetivos


Como já referimos, as cores têm efeito nos espaços em que as aplicar. Se quiser que o seu escritório transmita uma sensação mais calmante, use azul ou verde. Caso pretenda aumentar a criatividade e a concentração, amarelo e roxo serão as cores indicadas.



4. Tire o máximo proveito da luz natural


Aposte ao máximo na luz natural de modo a ajudá-lo no desenvolvimento de ideias e resolução de problemas. Se não conseguir colocar a secretária perto de um local com essa vantagem, não deixe de ter uma forma de iluminação (nomeadamente um candeeiro de mesa).



5. Cerque-se de plantas


Por fim, a qualidade do ar também importa, pelo que pode optar por colocar algumas plantas em várias partes do seu espaço de trabalho. Em baixo, damos-lhe alguns exemplos de plantas ideais para purificar o ar.



Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

sábado, 16 de junho de 2018

COMO DECORAR A SUA COZINHA COM LADRILHO HIDRÁULICO

O ladrilho hidráulico pode dar uma elegância única ao chão ou às paredes da sua cozinha. Saiba mais sobre esta tendência que está a regressar às tendências de decoração interior da casa, nomeadamente à cozinha.


Os ladrilhos hidráulicos foram bastante famosos na década de 40, no entanto estão a voltar ao interesse de muitos decoradores. Este revestimento tem diversas cores e formas, traz cor aos ambientes e permite várias combinações, já para não falar do seu ar retro.

Seja no chão, nas bancadas ou nas paredes há diversas formas de dar mais personalidade à sua cozinha com o ladrilho hidráulico.

COMO DECORAR A COZINHA COM LADRILHO HIDRÁULICO


EM TODA A PAREDE




NUMA ÁREA DEMARCADA NA PAREDE




NO CHÃO




COMO UM TAPETE NO CHÃO




A PRETO E BRANCO




COM VÁRIAS ESTAMPAS




DE MODO A FORMAR DESENHOS GEOMÉTRICOS




NO PISO E NA PAREDE





A DECORAR O MOBILIÁRIO





Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

terça-feira, 12 de junho de 2018

COMO ESCOLHER O CANDEEIRO IDEAL PARA A SUA SALA

Antes de escolher qual o candeeiro ideal para a sua sala há que ter em conta não só alguns fatores referentes à sua sala, mas também aquilo que pretende quer em iluminação, quer em decoração.



O candeeiro não só é um elemento importante de iluminação, mas também serve como elemento decorativo. São dois elementos em um, pelo que convém ter algumas questões em mente antes de tomar uma decisão final.

1 - TENHA EM CONTA O ESTILO DE DECORAÇÃO JÁ EXISTENTE NA SUA SALA


Antes de ser impulsivo na sua compra reflicta sobre o estilo de decoração que tem na sua sala. Se for um estilo moderno, opte por candeeiros com linhas direitas e simples. Já se for mais clássico, talvez possa optar por algo mais sofisticado.



Se não sabe bem qual o "estilo" de decoração, opte por se focar mais nas cores que predominam. Lembre-se que convém o candeeiro estar em harmonia com o resto da sala.

2 - CONSIDERE O TAMANHO DA SUA SALA DE ESTAR


O tamanho da sua sala de estar vai ter que ser tido em conta ao escolher um candeeiro de determinadas dimensões. Se tiver uma sala grande poderá ter mais alguma liberdade, mas caso contrário tenha atenção.



Não opte por um candeeiro de grandes dimensões se a sua sala for pequena. Instalar um candeeiro de teto será sempre uma opção viável neste caso, já para não falar que ajuda ao maior alcance da luz.



3 - UTILIDADE VS DECORAÇÃO


Para que quer realmente o seu candeeiro? Quer aumentar a iluminação na sua sala? Ou está mais inclinado a acrescentar um elemento decorativo?




Quer comprar um candeeiro de mesa para, por exemplo, ter um cantinho para a leitura? Ou quer jogar com a tonalidade da luz emitida por um candeeiro com abajur na sua decoração?



4 - NÃO SE ESQUEÇA DA LUZ NATURAL


Acima da luz artificial deve estar a luz natural. Dê sempre prioridade a essa iluminação e tire o máximo partido dela: vai-lhe ser útil na disposição dos seus móveis e, consequentemente, na decoração da sala.




Por isso, se tem uma sala com boa iluminação, compre o candeeiro para zonas específicas nas quais a luz natural não se sinta tanto. E, claro, use o candeeiro quando a noite estiver a cair e a luz natural já não for tanta.




5- TENHA A OUSADIA DE SER DIFERENTE


Se no, fim de contas, a sua ideia ao comprar um candeeiro passa mais por introduzir na sua sala um elemento mais ousado, nada como fazer uma pesquisa online. As possibilidades são diversas e distintas!



Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

sexta-feira, 8 de junho de 2018

5 TIPOS DE CAMAS IDEAIS PARA O SEU QUARTO

A cama pode ser bem mais do que um local para repousar. Hoje trazemos-lhe cinco tipos de camas práticas ou decorativas que pode ter no seu quarto.


Além de servir para descansar após um longo dia de trabalho, a cama tornou-se num móvel com diversas características decorativas, bem como num elemento com algumas vantagens práticas. Saiba cinco tipos de cama que pode ter no seu quarto.

5 TIPOS DE CAMAS PARA O SEU QUARTO



CAMA COM GAVETAS


Se sente que precisa de espaço para arrumar, uma cama com arrumação será o ideal para si. Uma cama com gavetas permite-lhe guardar uma série de objectos, desde lençóis a almofadas.


CAMA COM ESTRADO ELEVATÓRIO


A cama com gavetas parece-lhe muito pequena? Com uma cama com estrado elevatório o espaço para a arrumação será maior e mais prático para si!


CAMA COM CABECEIRA


As camas com cabeceira são conhecidas por serem altamente decorativas. Quer venham incorporadas à cama ou sejam afixada na parede atrás do móvel, as cabeceiras podem ter materiais, texturas e cores diversos.


SOMMIER


Também conhecidos como "Camas Box", os sommiers são conhecidos por garantirem a durabilidade do colchão, garantir maior conforto e estabilidade ao ocupante e também a darem uma mãozinha na arrumação. 


CAMA BAIXA

As camas baixas têm um certo charme oriental ficando bem em quartos minimalistas. Além de ser económica e prática, no caso de ter pouco espaço em casa, é um produto que se adapta bem a diferentes tipos de colchões.





Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

quarta-feira, 6 de junho de 2018

5 TÉCNICAS DE PINTURA QUE PODE APLICAR VOCÊ MESMO EM CASA

Sente aquela vontade de dar um outro "look" às paredes de sua casa, mas não sabe como o fazer? Hoje damos-lhe cinco técnicas de pintura que pode aplicar você mesmo no seu lar.


Pintar a parede é uma boa forma de dar outro ar ao seu ambiente caseiro. Mas não será apenas a cor a ajudar à mudança. Conhecer algumas técnicas de pintura de parede também lhe pode dar outras ideias na hora da mudança.

5 TÉCNICAS DE PINTURA PARA AS PAREDES DE SUA CASA

PINTURA LAVADA

Para aplicar esta técnica misture a tinta com água em partes iguais. Com um pano, pinte a parede em movimentos circulares, na diagonal, começando indo do canto superior esquerdo até ao canto inferior direito. 


Depois aplique uma segunda camada, com a parede ainda húmida. Deixe secar a parede por 12 horas. Depois basta diluir removedor de tinta em água (novamente em partes iguais). Execute novamente os mesmos movimentos na parede com um pano limpo.


PAREDES COM TEXTURAS

As paredes com texturas podem dar origem a efeitos interessantes que afastam do estilo mais "clássico". Há vários exemplos que pode aproveitar, dois dos quais vamos exemplificar.


No caso de um efeito mais "esponjado" comece por aplicar uma camada de tinta mais clara com o rolo, deixando secar por 24 horas. Depois, molhe uma esponja num tom mais escuro da mesma cor e vá aplicando suavemente na sua parede. Depois vá corrigindo a seu gosto.


Para o efeito "Drafiato" comece por aplicar uma camada de tinta látex de tom neutro, para servir como fundo da pintura. Após 24h, com um pincel, aplique uma camada fina de tinta numa parte da parede e, de seguida, use um pano para ir raspando a parede. Repita até preencher toda a área.


STENCILS

Stencil trata-se de um molde criado com uma folha de papel fina, metal ou plástico que é cortado em formato de letras ou desenhos. Recomenda-se que este material seja aplicado sobre uma parede de superfície lisa.


Fixe o molde, ou segure bem contra a superfície da parede e preencha com a tinta da cor escolhida. Pode fazê-lo com com pincel, pistola de pintura ou com spray. Dica: use moldes diferentes para cada cor, de modo a evitar manchas.


TECIDO

Usar tecido é capaz de ser das formas mais criativas de revestir uma parede. Além disso é algo que torna o espaço mais aconchegante.


Após o tecido já estar cortado à medida do local onde o for aplicar, passe a cola nas paredes e sobre o tecido e vá aplicando com cuidado. Certifique-se que o tecido fica bem esticado sobre a parede e procure a ajuda de mais uma pessoa caso possa. Ao fim de três dias deverá estar completamente seco. 


PINTURA TRADICIONAL

No caso de não querer correr muitos riscos pode sempre optar pelo método tradicional. Certifique-se de que a superfície da sua parede está devidamente lisa e limpa antes de aplicar o rolo.



Ao aplicar a tinta tenha em conta as informações do fabricante relativamente ao intervalo de aplicação. Antes de escolher o rolo com que for aplicar a tinta, considere ainda certos fatores sobre a sua parede e sobre o tipo de tinta que for a usar.




Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

sexta-feira, 1 de junho de 2018

5 OBJETOS QUE OCUPAM ESPAÇO A MAIS NA SUA CASA

Está a planear fazer uma renovação na decoração e não sabe do que se pode livrar? Saiba cinco dos objetos de que não vai precisar se quiser ganhar espaço na decoração.



Se é o tipo de pessoa que gosta de ter a casa bem decorada, mas também dá importância ao espaço então há alguns objetos que pode dispensar. Assim sendo, indicamos-lhe cinco coisas que não lhe vão fazer falta em casa.

5 OBJETOS DE QUE NÃO PRECISA SE QUER GANHAR ESPAÇO NA SUA CASA


GUARDA-ROUPA

Sim, em muitas casas estes móveis são indispensáveis. Contudo, se o se quarto já tiver um guarda-roupa incorporado, não tem essa necessidade de ocupar mais espaço.



Se ainda assim sente a necessidade de arrumação existem alternativas, como por exemplo, optar por um sommier com estrado elevatório para lhe dar mais espaço de arrumação.

ALMOFADAS (EM EXCESSO)

As almofadas sem dúvida ajudam ao aconchego, especialmente se gosta de se deitar no sofá ou dormir uma sesta na cama. 


Contudo, se usar demasiadas, poderá estar a condicionar o espaço disponível, assim como a diminuir o aconchego. Pondere bem antes de escolher composições de diversos tipos.

MESA AO LADO DO SOFÁ

Caso tenha uma mesa maior na sua sala aquela mesinha ao lado do sofá pode estar a mais. De modo a evitar um objeto que não só ocupa espaço, mas também acumula pó, talvez compense descartar uma mesa mais pequena, não?


Se a mesinha tiver algum uso (exemplo: suportar um candeeiro) e tratar de a limpar frequentemente pode deixá-la estar. Caso contrário aproveite para libertar algum espaço na sala.

PLANTAS MUITO GRANDES

As plantas são bastante úteis na decoração. Não só dão um toque mais natural à sua casa, mas também ajudam a purificar o ar.


Contudo, se tiver salas pequenas em sua casa, ter plantas muito grandes (especialmente em vasos grandes) pode prejudicar o seu espaço. Menos é mais, por isso pesquise por plantas mais pequenas, bem como o tipo de manutenção que as espécies exigem.

MÓVEIS PARA TV

Antigamente os móveis para televisão eram algo fulcral, pois não só suportavam a TV, mas também elementos como o leitor de DVD ou Blu Ray. No entanto, com a tendência crescente das SmartTvs ficarem suspensas às paredes, móveis como o Rack da TV poderão passar a estar "a mais".


Se precisar ainda assim de colocar algo debaixo da sua TV (ex: consola de videojogos ou o router da Internet), uma mesa ou algumas prateleiras bastam.


Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

terça-feira, 29 de maio de 2018

LIMPEZAS EM CASA: OS CUIDADOS ESSENCIAIS A TER

A limpeza da casa é tão importante como a sua decoração! Hoje apresentamos-lhe algumas notas a reter para cada divisão da casa, desde o quarto até à casa de banho.



São poucos aqueles que gostam de limpezas, contudo o seu bem estar na sua casa depende disso. De modo a facilitar-lhe a tarefa apresentamos uma checklist com alguns cuidados a ter com cada divisão.

Cuidados a ter com cada divisão da casa


Na Sala

Sendo a sala um local para convívio convém arejá-la sempre que possível. Vá limpando o pó que se acumula na mobília e aspire o chão com frequência especialmente nos tapetes. 



Na hora de limpar o essencial é começar de cima para baixo. Ou seja, primeiro limpe os móveis (com um pano de tecido macio seco ou ligeiramente húmido). Depois passe para o chão (varrendo ou aspirando), terminando com uma esfregona húmida.

Tente também manter a sala arrumada, removendo pequenas coisas como sapatos no chão, roupas no sofá ou brinquedos no chão. Limpar esta divisão de 15 em 15 dias é suficiente.


Na Cozinha

A cozinha é uma das divisões da casa que requer mais cuidados. Passe diariamente um pano húmido no chão e nos armários. Convém também evitar que as manchas de gordura sequem no fogão: limpe-as logo que possível com produtos próprios.


A louça suja deve ser a primeira coisa a "arrumar" na hora de limpar esta divisão a fundo. A seguir limpe a pia e o fogão para passar para o chão: primeiro passe um pano húmido, depois um pano seco.

Termine limpando o pó e a sujidade de sítios como as portas de armários e do frigorífico. Termine o seu foco nos azulejos, usando o produto mais adequado para cada tipo de superfície.

Na(s) Casa(s) de Banho

A segunda divisão que mais se suja além da cozinha é a casa de banho, especialmente se for um espaço usado por várias pessoas. Além de manter os armários devidamente organizados regularmente, para a sanita use uma mistura de vinagre branco com água nas loiças sanitárias, bem como um produto desinfectante.


Na limpeza da casa de banho não tem qualquer problema em usar panos húmidos, seja para a superfície da sanita, o lavatório, os armários e o chão respectivamente. Quando terminar, de modo a evitar escorregões, coloque um tapete levado no chão.


No(s) Quarto(s)

No quarto lembre-se: tenha sempre a cama feita e objetos como sapatos, roupas e carteiras devem estar guardados. Tenha também cuidado com cabelos e pó que se costumam acumular no chão.


Na limpeza desta divisão a lógica é a mesma que a da sala de estar: comece de cima para baixo, primeiro com os móveis depois passando para o chão com a esfregona húmida. Certifique-se de que areja e aspira o espaço diariamente (o mesmo é aplicável no caso de ser um quarto de criança).


Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

sexta-feira, 25 de maio de 2018

DECORAÇÃO SIMPLES: CONHEÇA O ESTILO HYGGE

A Dinamarca, país conhecido frequentemente por ser o mais feliz do mundo, criou um conceito que tem tido influência não só em estilos de vida, mas também na decoração. Já ouviu falar em Hygge?



A nossa casa é suposto ser o nosso refúgio e para quem quiser transmitir isso ao seu lar o Hygge é um bom exemplo a seguir. Conheça um pouco mais sobre este modo de vida que tem tido influência até na decoração.

Hygge: o que significa?


Mais que um estilo de decoração, o Hygge é um estilo de vida. A principal palavra chave que define este conceito é "conforto", embora também seja alusivo a sossego e liberdade.



A ideia do Hygge é criar uma atmosfera mais acolhedora e intimista. Apesar de não ser um estilo de decoração, o conceito foi introduzido na decoração para ajudar a dar esse tipo de identidade aos ambientes.

Notas a reter para tornar a sua casa mais Hygge:



As cores neutras prevalecem


Cores neutras como branco ou tons pastel de cor clara prevalecem no Hygge. Claro que não convém deixar a decoração demasiado "sóbria", por isso, basta escolher uma cor mais vibrante e empregá-la de forma pontual e sem exageros.



Iluminação é essencial


No Hygge a ideia passa por aproveitar ao máximo os locais nos quais haja luz natural. Por isso pode aproveitar a luz de janelas amplas, usar cortinas fluídas e transparentes, bem como móveis e elementos de decoração com cores claras.



O uso de velas em particular é algo imprescindível. São sempre um elemento que traz sensações de intimidade e aconchego, além de que as velas perfumadas podem ser usadas para estimular certos sentidos.



Espaço tem que ter um toque natural


Para conseguir esse toque natural pode usar vários elementos alusivos a natureza. O uso de materiais naturais ajudam a dar uma simplicidade um tanto charmosa.


Pode usar plantas na decoração, assim como texturas de madeira. Também pode aproveitar e misturar outras como pedra, lã ou linho.


Tecidos pesados são muito usados


Pelo facto de a Dinamarca ser um país frio, é normal o uso de tecidos pesados nas mantas e nos tapetes. Tal não quer dizer que esse estilo não possa ser usado noutras estações do ano. Aliás, são os tecidos pesados que ajudam à sensação de conforto de uma casa.



Outra palavra-chave no Hygge: nostalgia!


Mantenha por perto alguns móveis de família de diferentes épocas. Não só ajudam à nostalgia de outros tempos mas também aumentam a sensação de acolhimento.


Guarde também alguns objetos que lhe tragam boas memórias. Quer sejam lembranças de uma viagem ou de um período passado da sua vida estes elementos vão ajudar ao bom ambiente.

Crie cantinhos para o café ou para picnics

Uma das filosofias do hygge é o incentivo ao convívio no conforto de uma casa. Caso tenha um grupo de amigos porque não criar um espaço dedicado a um café ou a um picnic?



No caso do picnic não precisa de ser num espaço exterior. Basta estender uma toalha numa parte espaçosa da casa, encher o espaço com almofadas e decorar o local com velas ou luzes de Natal. O resto passa por desfrutar da refeição e da companhia.



Esperamos que tenha gostado destas dicas!


Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt


terça-feira, 22 de maio de 2018

PELE SINTÉTICA: O QUE SABER?

A pele sintética, à semelhança da pele natural, tem a fama de trazer um ar de sofisticação a vários móveis da sua casa. Mas quais as suas vantagens e principais características?


É certo que a pele (natural ou sintética) traz uma aparência mais sofisticada a móveis como um sofá, poltrona ou mesmo a uma cabeceira de cama. Mas há alguns detalhes a saber sobre a pele sintética antes de optar por esta via.


O que é Pele Sintética?


A Pele Sintética, também conhecida como "couro sintético" ou "couro ecológico") é considerado por muitos como a alternativa à pele natural. Contrariamente ao couro regular tem a superfície lisa e uniforme, ou seja livre de rugas e diferenças na tonalidade da cor.


O tempo de vida de um produto em Pele Sintética, se for bem tratado, é em média de quatro anos. Tanto esta opção como couro natural são vistos como boas opções caso procure uma decoração mais distinta, requintada e diferenciadora.


Vantagens 



  • Impacto Ambiental Menor: gasta menos 20% durante a sua produção comparado com o couro natural;
  • Fáceis de lavar: recomenda-se especificamente uma lavagem a seco;
  • Preço: produtos fabricados com pele sintética são consideravelmente mais baratos em relação ao couro legítimo;
  • Produtos no mercado são cada vez mais resistentes: ao longo dos anos têm sido desenvolvidas novas tecnologias como alta resistência aos riscos, impermeáveis e facilidade de remoção de manchas.

Desvantagens



  • Exposição ao sol: tanto pele natural como pele sintética não devem estar muito tempo expostas ao sol;
  • Risco de desgaste: este tecido tem maior probabilidade de desgaste, por isso com o tempo poderão surgir rachas se não tiver cuidados

Cuidados a ter com Pele Sintética



Cuidados fulcrais

  • Em caso de sofá ou poltrona coloque esses móveis a uma distância de 50 cm de potenciais fontes de calor (ex: aquecedores, lareiras ou lâmpadas fortes);
  • Evite expor o móvel à luz do sol ou de lâmpadas fortes se quer conservar o revestimento por mais tempo;
  • Se manchar, não enxugue o cabedal ao sol nem use secadores de cabelo ou aquecedores.


Cuidados na limpeza

  • Para ir limpando o pó, basta um pano macio;
  • Em caso de manchas líquidas remova rapidamente o líquido da superfície com papel absorvente, seguindo com um pano limpo e humedecido em água morna. Termine enxugando com um pano seco;
  • No caso de manchas secas use uma escova de pelos macia ou um aspirador de pó.
  • Caso tenha manchas de substâncias oleosas, primeiro use papel absorvente, depois passe um pano limpo e humedecido em água morna e sabão neutro, finalizando com um pano seco.


Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

sexta-feira, 18 de maio de 2018

QUAIS OS TIPOS DE COLCHÕES DISPONÍVEIS? CONHEÇA 5 OPÇÕES!

Chegou a hora de comprar um colchão novo para a cama, mas não faz ideia das opções existentes no mercado? Hoje falamos-lhe de algumas opções para todos os gostos e necessidades.




O mercado atualmente tem diversas opções no que toca ao seu conforto. Se não tem a certeza sobre qual seria o colchão mais adequado a si e às suas necessidades, nós damos uma ajudinha com a lista em baixo!


Colchão de Espuma


O colchão de espuma é conhecido por se adaptar ao corpo de quem os utiliza. É o tipo de colchão indicado para quem sofra de fadiga crónica e de problemas musculares ou de postura.



No que toca a desvantagens, este colchão poderá ser desconfortável em dias mais quentes devido à sua sensibilidade a temperaturas mais quentes. Atenção ainda ao facto de absorver mais humidade e, por consequência, ganhar fungos, bactérias e ácaros.

Colchão de Molas


O colchão de molas é considerado o padrão da indústria de colchão. Se tem tendência a dormir de lado, este definitivamente vai-lhe cair que nem uma luva. No caso de ter problemas com excesso de peso este colchão também é o indicado.



Um conselho: vá virando este colchão para prolongar a vida útil. Tenha particular cuidado com os afundamentos: podem causar dores e problemas na coluna e perturbam a qualidade do sono.

Colchão de Látex

Os colchões de látex têm recuperado o interesse dos compradores e por boas razões. E não é caso para menos: é o colchão com maior tempo de longevidade.



Esta poderá ser uma opção melhor que espuma porque sendo este colchão de látex, permite passagem do ar e é ótimo contra fungos, ácaros e bactérias. Mas se não gosta de colchões mais firmes, ou se tiver alergia ao látex, esta poderá não ser uma opção para si.



Colchão Viscoelástico

Viscoelástico é frequentemente descrito como sendo um dos materiais sintéticos do futuro. É feito de material que se modela ao seu corpo, independentemente da sua altura e peso.



A grande desvantagem poderá ser os preços, sendo este um tipo de colchão normalmente caro. Contudo, o seu tempo de longevidade poderá rivalizar com o Colchão de Látex.



Colchão de Ar

Apesar de serem mais utilizados em acampamentos estes colchões já estão também disponíveis para lares. Pelo facto de poder ajustar o ar, são caracterizados por uma firmeza uniforme ou ajustável a cada um dos lados.



Ainda assim caso este colchão seja partilhado por um casal que goste de níveis diferente, tal pode resultar em dores na coluna, por isso pondere bem antes de ir para esta opção.





Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

terça-feira, 15 de maio de 2018

O QUE TER EM CONTA NA HORA DE DECORAR UM QUARTO DE CRIANÇA

Independentemente da idade, o quarto é sempre para nós um sinónimo de "santuário". Para uma criança o quarto deve ser o reflexo dos seus sonhos, pelo que a decoração deve rimar com a sua personalidade.




Decorar o quarto de uma criança exige atenção ao detalhe. Para um adulto o quarto é um lugar de relaxamento. Para uma criança é um local para brincar, receber os amigos, estudar e sonhar.

A pensar nessa questão, reunimos para si alguns conselhos para o ajudar na hora de decorar o quarto dos mais pequenos.

ESCOLHA UM TEMA QUE DEFINA O QUARTO

A sua filha morre de amores pelas Princesas Disney? O seu "homenzinho" é louco pelos super-heróis da Marvel ou pelo CR7? Isto poderá ser o primeiro passo para lhe criar um quarto de sonho!



Não precisa de mobilar o quarto inteiro em torno disso. Há pequenos detalhes na decoração (ex: nos lençóis, acessórios, ou mesmo adesivos cores para a parede do quarto, etc.) que ajudarão a que o seu pequeno ou pequena se sintam verdadeiramente envolvidos num universo que adoram.



DÊ VIDA ÀS PAREDES DO QUARTO

Para as crianças as cores são sinónimo de dinâmica. Pode optar por pintar as paredes do quarto do seu filho com cores fortes como o azul, o verde, rosa ou laranja (nas tonalidades certas).



Há sempre a opção de explorar a dinâmica que os papéis de parede podem dar ao espaço dos mais novos. Uma opção que resulta é a de aplicar um papel de parede dinâmico em apenas uma parede do quarto.



A COR INTERESSA!

Ainda dentro da temática das cores: também os móveis devem reforçar um ambiente colorido. Caso o quarto da criança tenha uma cor básica (nomeadamente branca), certifique-se que o resto dos móveis e acessórios possuam cores diversas.



Use estampas leves de modo a não exagerar demasiado numa certa cor. As cores mais vivas poderão causar excitação e cansaço numa criança.



PLANEIE OS ACESSÓRIOS DO QUARTO




O quarto de uma criança deve ser um reflexo das suas fantasias. Arrisque em acessórios que não só sejam decorativos, mas também que permitam aos mais novos sentirem-se num verdadeiro espaço de brincadeiras.



Não se esqueça ainda de cestos, baús, armários, cómodas e prateleiras nos quais a criança pode arrumar os seus brinquedos, bem como aprender por ela mesma a organizar o seu quarto.

ORGANIZE A ILUMINAÇÃO




Luz é também um ponto fulcral! Certifique-se que coloca iluminação em diversos pontos-chave tais como em cima da mesa ou secretária, ou na mesinha de cabeceira.




CRIE UM CANTINHO PARA A LEITURA

O incentivo à leitura é importante desde a mais tenra idade. De modo a incentivas na criança o gosto pela leitura, poderá criar um cantinho dedicado a essa atividade.


Nesse espaço pode incluir pufs, cadeiras e uma mesinha, o que poderá ser útil na hora dos trabalhos de casa. Não se esqueça ainda dos gibis e livros ilustrados e terá um espaço no qual poderá ter uma "hora do conto" com os seus pequenos.



Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...