sexta-feira, 20 de julho de 2018

AS VANTAGENS E DESVANTAGENS DE COMPRAR MÓVEIS USADOS

Comprar móveis usados tanto pode ser uma boa ideia como acabar por ser um risco. Hoje indicamos-lhe alguns prós e contras que a mobília clássica pode ter em relação à moderna.


Os móveis novos são cada vez mais sofisticados e com características distintas e, devido à concorrência, os preços são cada vez mais tidos em conta. Atualmente tem um leque variado de oportunidades neste mercado à distância de um click.

Se, ainda assim, quiser arriscar e obter um móvel clássico, deixamos-lhe aqui as vantagens e desvantagens com que se poderá cruzar.

Vantagens

O preço


A vantagem mais óbvia. Devido à idade dos móveis usados, naturalmente são colocados no mercado por um preço bastante mais acessível em relação aos novos.



O vintage está na moda


O vintage chama sempre a atenção e isso não é exceção no caso dos móveis. O estilo retro dos móveis usados vai certamente conquistar a atenção dos seus convidados.


Maior durabilidade


Ao comprar móveis usados poderá ter a sorte de comprar um produto que lhe dure mais, visto que muitos móveis antigos são feitos com madeira maçiça, que tem a fama de durar mais. Além disso pode sempre alterar o look do móvel com uma pintura e bricolage.

Desvantagens

O estado do móvel


Antes de tomar a sua decisão verifique sempre o estado da mobília em que estiver interessado. Peça ao vendedor para testar e examinar o produto de modo a que não acabe por levar algo defeituoso.


Não vai ter garantia


Esta é outra razão pela qual deve pedir para examinar o móvel: a garantia de um móvel usado muito provavelmente já passou o seu prazo, logo poderá estar a correr um risco ao levar uma peça "às cegas".


Dificilmente poderá trocar


Por fim, temos mais uma razão para ter em conta o estado do móvel. Tenha em conta o facto de que são raras lojas que aceitam devoluções e/ou trocas.


Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

terça-feira, 17 de julho de 2018

COMO CRIAR A SUA PRÓPRIA SALA DE CINEMA EM CASA

Quem não adora ir ao cinema de vez em quando? Atualmente com a diversidade de dispositivos tecnológicos torna-se possível aos amantes da sétima arte (e não só) simplesmente sentarem-se no sofá e desfrutar de um bom serão em família.


Para criar um espaço próprio para assistir filmes ou até séries televisivas não será necessário gastar muito dinheiro. É verdade que terá que ter em conta a tecnologia que for a utilizar, mas também os detalhes decorativos contam.

Deixamos-lhe alguns tópicos a ter em conta na hora de recriar a experiência de ir ao cinema em sua casa de forma eficiente.

Escolha assentos confortáveis


Quer opte por sofás, cadeirões ou poltronas, acima de tudo valorize o conforto. Não, não precisa de comprar cadeiras exatamente iguais às que estão no cinema. Também pode usar mesas (centrais ou pequenas) como suporte para colocar as pipocas.


A escolha das cortinas conta


Opte por cortinas escuras de modo a criar aquela ilusão de escuridão característica do cinema e ainda para evitar os reflexos que são emitidos pelas janelas da sala.


Televisor vs Projetor


Na hora de escolher um televisor, tenha em conta qual o tamanho de ecrã que será o ideal para a sua sala. Não tem que optar pelo televisor com o ecrã maior, mas sim por aquele que lhe permitir uma distância proporcional àquela a que vai ficar sentado a ver. 

Para mais informações sobre as medidas em causa clique aqui.


Mas no caso de ter as medidas ideais para uma televisão de grandes dimensões, deixamos-lhe uma dica: é capaz de lhe compensar muito mais se obtiver um projetor. O investimento será bem menor e poderá obter projetores que tenham funções Wireless e porta USB. 


Uma barra de som é suficiente


Para dar muito maior projeção ao som, uma barra de som basta. No entanto, caso opte por um sistema de home cinema, evite colocar as colunas demasiado aos cantos da sala porque aí pode obter os piores resultados.


Explore as possibilidades dos serviços de streaming


Claro, se tiver um leitor de DVDs ou Blu Ray aproveite para rever alguns filmes que tenha guardados em casa. No entanto, caso queira ter mais opções, explore aquilo que os serviços de streaming (como por exemplo, a Netflix) têm à disposição.


Faça pipocas... ou improvise nos petiscos


Por fim, antes de uma sessão de cinema, nada como um petisco a acompanhar o filme. Tanto pode optar por fazer pipocas em casa, como pode dar outras alternativas, tais como batatas fritas, gomas, frutos secos, entre outros.


Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

sexta-feira, 13 de julho de 2018

AS CORES IDEAIS PARA USAR EM CADA DIVISÃO DA CASA

Já falamos anteriormente acerca da influência das cores em sua casa. Mas sabe qual a cor mais indicada para cada divisão? Nós damos-lhe uma ajudinha!


A cor é um importante elemento decorativo. Mas cada espaço da casa tem uma função distinta, logo cada sala deve ser personalizada com uma cor diferente.

Por isso vamos-lhe dar algumas dicas sobre quais as core mais indicadas para cada parte do seu lar!

As cores indicadas para cada divisão da casa

Sala de estar

Tratando-se este de um espaço de convívio, é importante, acima de tudo que este espaço reflita a personalidade do proprietário. Evite investir em demasia nos tons escuros, a não ser que a sua sala tenha uma iluminação favorável.


Mas o conselho dado por vários especialistas é o de começar por colorir a sala com cores neutras e básicas (ex: tons pastel, branco ou cinza) como base. Depois complete a decoração com cores mais vibrantes nos objetos, conforme o seu gosto pessoal.

Cozinha

A cozinha também se trata de um ambiente marcado por confraternizações, pelo que tanto pode usar as cores para estimular o convívio e as boas energias ou ajudar a acentuar o apetite dos seus convidados.


Pode estimular determinadas energias (nomeadamente a fome) aplicando tons fortes de laranja, vermelho ou amarelo, mas cuidado com os exageros. Use como base nesta combinação o branco.

Quarto de casal

Mais uma vez o fator da iluminação entra em causa aqui: pode adotar tons mais escuros se o quarto for bem iluminado, caso contrário aplique os mais leves. Aplique tons de azul ou cor de pêssego nas suas paredes caso queira que o seu quarto seja relaxante e induza ao sono.


Se aplicar amarelos, vermelhos ou laranjas num quarto de casal use-os apenas em pequenos pormenores de modo a não provocar demasiados estímulos num espaço que deve ser associado a descanso.

Quarto de criança

Além do tradicional azul para os rapazes e rosa para as raparigas, as cores neutras também serão uma excelente base para aplicar no quarto de uma criança.


Dependendo da idade da criança e das características do quarto pode sempre combinar com objetos de cores mais intensas. Mas para os móveis não sobrecarregarem o quarto as madeiras claras e a cor branca são as escolhas indicadas.

Casa de Banho

Longe vão os tempos em que o branco era a cor dominante neste espaço. A principal ideia que a casa de banho deve passar é a de limpeza. Aí o branco e os tons creme são os ideais para esse efeito.


As paredes a azul, rosa e verde suaves conseguirão tornar o espaço mais acolhedor. Caso seja pessoa que goste de mudar a decoração, a melhor opção será a de pintar com tons mais neutros mas não muito carregados.

Escritório

Sendo um escritório um espaço que deva estimular à concentração, aqui deve usar cores mais "sóbrias". Ou seja, aproveite as cores mais frias, visto que as cores quentes são estimulantes.


Use os tons verdes para uma sensação de frescura e relaxamento, assim como para ajudar a manter a concentração. Ainda tem como opção o roxo e/ou lavanda para estímulo à inspiração e à imaginação.

Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...