sexta-feira, 30 de março de 2018

UMA ARTE CHAMADA CAPITONÊ

Todos já ouvimos falar em Capitonê. Nascido em Inglaterra há já alguns anos atrás, esta técnica muito elegante tem muito para se conhecer.




Começando por uma pequena definição, Capitonê é, resumidamente, uma técnica de estofar que consiste em costurar botões de forma regular e profunda, formando quadrados e losangos.


Com origem inglesa no século XIX, o Capitonê está longe de estar ultrapassado, muito pelo contrário. Esta técnica é cada vez mais procurada pelos especialistas na decoração de interiores e nós queremos mostrar-lhe porquê.


Razões para escolher Capitonê:

1 -    ASPECTO

Quando apareceu, o capitonê tinha uma finalidade muito especifica: acrescentar valor ao produto. Por isso o seu posicionamento visual é bem cotado e, se quer ter mobiliário sofisticado e elegante, a escolha é simples.



2 -    PARA QUALQUER PRODUTO

No início a sua utilização era limitada, mas com o passar dos anos o uso alastrou-se para vários produtos. Actualmente, destacamos a possibilidade de escolher entre camas, cabeceiras, sommiers, tecidos de parede, poltronas ou sofás.



3 -    O ESTILO PREFERIDO

Um dos pontos fortes do Capitonê é, como já percebeu, a versatilidade. Para corresponder a qualquer gosto, saiba que este é um estilo clássico que, no entanto, hoje em dia, se reinventa em decorações modernas. Seja para um estilo ou para outro, nunca fica mal com esta escolha.



4 -    VERSÁTIL TAMBÉM EM TECIDOS

Pois é, parece que esta técnica foi mesmo desenvolvida para agradar a todos. Desde que seja pelas mãos certas, é utilizada em camurças, veludos, couros ou sedas. Também aqui a escolha é sua.






Habitualmente usado no encosto do mobiliário pelo seu conforto, o Capitonê entra em qualquer ambiente ficando com o papel principal da cena. É, sem dúvida, uma estrela para ter em conta.


Esperamos que tenha gostado destas dicas!

Veja a nossa colecção completa em cabeceiras.pt

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...